quinta-feira, 7 de maio de 2020

As dicas da Clarissa Ribeiro, aprovada em 1º lugar no concurso do Senado Federal (2012)



Ontem foi dia de live lá no Insta e a convidada do dia foi a Clarissa Ribeiro, bibliotecária do Senado Federal e aprovada em 1º lugar no concurso de 2012.

Muito se fala que estudar para concursos é um projeto de médio ou longo prazo. E a Clarissa é um ponto fora da curva, pois foi, recém-formada, aprovada em 1º lugar em um dos concursos mais concorridos do país.

Apesar disso, desde que começou a cursar Biblioteconomia na Universidade de Brasília, a Clarissa já sabia o que queria: Senado e pronto. 

Assim, apesar de sua aprovação ter sido "rápida", ela já vinha caminhando em seu sentido há um bom tempo.

Na live, a Clarissa falou de algumas orientações que sempre repassa aos seus estagiários, com super dicas pra quem está estudando pra concursos de Biblio.

A própria Clarissa ressalta que essas dicas serviram pra ela e que não são verdade absoluta. Então não precisa ficar bravo caso uma dessas dicas não sirva pra você, ok?

Com a palavra, a Clarissa:


Em primeiro lugar, "LEMBREM-SE, ESSAS DICAS SÃO PESSOAIS. NÃO HOUVE UM ESTUDO SOBRE NADA. FOI O M-E-U MÉTODO DE ESTUDOS E FUNCIONOU PRA MIM. NÃO GARANTO NADA. NÃO SÃO VERDADES ABSOLUTAS. CADA UM TEM UMA FORMA DE APRENDER E DE ESTUDAR!


1) Não faço resumos de livros. Pelo menos pra mim, é perda de tempo. Enquanto as minha colegas passar manhãs inteiras na BCE fazendo resumos, que depois não iam ler/lembrar nem da metade, eu estava fazendo questões de prova e CONSULTANDO os livros. Os grandes livros da biblio não caem em sua íntegra nas provas, e sim as partes que mais importam. E como descobrir essas partes? Simples, façam provas que as questões lhes dirão.


2) Imprima provas e faça questões. Eu tenho um pacote de provas que comprei de um rapaz na internet que reúne todas as provas de bibliotecário, e depois manda as atualizações. Eu acho que ainda tenho até 2010, e posso mandar pra vocês. Liguei e mandei pra uma gráfica que tem na UNB, 0.05 centavos pra imprimir. Ou sei lá, imprima em algum lugar. Fazia as questões de biblio sobre os assuntos que iam cair. Os itens errados, ia atrás da literatura pra ver onde estavam errados. E os corretos, caso não compreendesse, também. Minha apostila nasceu assim! Peguei o edital de várias provas e organizei os assuntos. Depois fui colocando os itens corretos das provas em seu assunto, e os errados, corrigia e colocava em seu devido lugar. Se não soubesse ao certo sobre aquele assunto, eu pesquisava mais e colocava o conteúdo complementar abaixo do item. E assim fui fazendo, sobre todos os assuntos. Lógico que nem todos os assuntos tem itens de provas, alguns são só algumas explicações que eu DEVERIA ter escrito o lugar de onde tirei. hehehe

LEMBREM-SE, para estudar biblio, não importa muito a banca. Biblio é muito geral, vocês tem que prestar atenção mais no que que cai DENTRO de biblio do que na banca em si. Praticamente qualquer coisa sobre Ciência da Informação vale pra qualquer banca, entendem? O assunto é o mesmo, só cai de formas diferentes nas bancas.


3) Sobre fazer questões, um site que me ajudou muito foi o www.questoesdeconcursos.com.br. Gente, é barato e vale MUITO a pena. Tem milhares de provas e questões de biblio, e a grande maioria quem classificou fui eu. Tinha umas muito sem noção, que o pessoal classificou em assuntos nada a ver. Mas toda vez que eu fazia uma e não estava classificada, eu classificava para que os próximos concurseiros pudessem estudar com mais facilidade. Façam o mesmo! Pra vocês já está mais fácil, quando eu comecei a usar tinha tipo umas 10 questões só organizadas por assunto....


4) FAÇAM UMA PLANILHA REAL de estudos. Eu fiz uma tabelinha, no Excel, com meus horários reais que iria estudar. NÃO ADIANTA colocar:

Biblio - 14h - 18h , se você almoça as 14h e vai começar as 15h. 

Perde-se 1 hora de estudo. Eu estudava Biblio todas as tardes. Pegue o seu edital e coloque numa planilha com horários para cada disciplina. Lembre-se daqueles que merecem mais atenção segundo o edital. Normalmente português e biblio merecem mais atenção. E aqueles que vocês tem mais dificuldades. Deixava sábados o dia inteiro e domingo pela manhã pra simulados. O domingo a partir do almoço eu estava livre pra fazer o que quisesse!! :) E sim, deixei de sair pra baladas e essas coisas que acabam com a gente no outro dia. Mas não de tomar uma cervejinha de vez em quando, de curtir o Carnaval... Eu estudava aproximadamente 10h por dia.


5) Cursinho. Façam cursinhos, pois apenas bons auto-didatas conseguem sem ajuda de um bom professor. Mas ESSE que é o negócio: bom professor. É NECESSÁRIO um bom professor, entendem? Ele será decisivo na sua prova! O de português então... Fiz o cursinho com o Marcos Pacco, na minha opinião, o melhor professor de português. Raciocínio lógico, que eu nao sabia NADA e me desesperei ao saber que ia cair, fiz com o Antonio Geraldo (cursinho IMP) ... que não tem igual. Fazia tudo que os professores mandavam, todos os exercícios pra próxima aula, prestava atenção, dormia bem. Gente, não tem jeito. Tem que ir a todas as aulas e fazer os que os BONS professores estão pedindo. Na próxima aula, você vai acompanhar muito melhor. E porque o belo de um professor faz diferença? Porque eles prendem sua atenção (porque ficar horas tendo aula é difíciiiil), ensinam do começo (pra que possamos entender desde o principio a matéria), dão os caminhos das pedras da BANCA (tudo muda de banca pra banca, o professor tem que estar ligado). 

Melhores profs pra mim:
- Atualidades: Reginaldo Veras (não tem igual, a aula parece um Stand Up comedy)
- Raciocínio Logico/ Matemática: Antonio Geraldo
- Português: Marcos Pacco (mas dizem que o Fernando Moura também. A Rose Campos é boa também)
- As outras não lembro, mas nos fóruns o pessoal discute. Perguntem, prestem atenção pois um professor pode detonar seus estudos.


6) Cuidem do corpo e da mente. Eu fui a nutricionista pra comer alimentos que ajudam na memoria, fui na endócrino pra saber se estava tudo ok (e descobri que não e tive que medicar), fazia exercícios físicos quando dava (porque as vezes não tinha tempo mesmo). Tentava dormir bem, e não acordava tão cedo. Começava os estudos as 9h. Não funciono muito bem as 7h da manhã, então não ia me forçar né.


7) Achem o local mais confortável para estudos. Tem gente que gosta de biblioteca, tem gente que gosta em casa, em boteco, sei lá. Haha. Eu ia pra BN ou pra BCE, mas percebi que estava perdendo muito tempo de locomoção e tentando achar vaga, além de ter que ficar transportando material pra lá e pra cá. Resolvi transformar um quarto lá de casa em quarto de estudos. Tirei cama, TV, tudo que perturbava. E deixei a escrivaninha, o computador, botei mais uma mesa com livros e as provas impressas. Fiz uma pasta pra provas feitas e provas a fazer. Pra mim, foi o ideal. Sai do meu quarto e ia ali pro lado, podia dormir um pouco a mais pois demorava 2 minutos pra chegar no outro quarto. Deu fome? Vai ali na cozinha e pega algo pra comer. Tem água fresca, banheiro limpo, almoço pertinho, dá pra fazer pausas de 1h em 1h e você está em casa! Tem gente que não consegue, que distrai. Mas, pra mim, foi o que salvou. Fica a dica.


Acho que eu me lembre é isso! Espero ter ajudado de alguma forma...

Bons estudos !!!!! 

Sou a prova que querer É PODER. Não tem perhaps. Foco... muito foco.


Um grande abraço. 

Estarei aqui pro que precisar!

Beijocas,

Clarissa Ribeiro"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Guia dos concursos de Biblioteconomia

     R$ 89,90  (até 9 x sem juros) Comprar Gente, enfim nasceu meu primeiro e-book. <3 Foram meses de muita dedicação, apesar do tempo ap...